Inverno

Nunca havia viajado para terras longínquas em período em que fosse inverno no destino. Uma das coisas muito positivas, ao menos em Lisboa e Paris, é que as pessoas em geral se vestem de forma bastante elegante.

Um hábito muito bacana que as pessoas tem aqui é o de usar adereços na cabeça: nunca vi tanta touca, chapéu, boina, protetor de orelha pra vender, de todas as cores, em grandes magazines, em lojinhas, em barraquinhas de vendedores de rua, e todo mundo usa.

Muito esquisito é sair em Paris às oito horas da manhã e parecer umas seis e pouco de Porto Alegre: ainda está bem escuro e há poucas pessoas caminhando pelas ruas.

Para dar uma ideia:

Lisboa, por sua vez, fez jus ao que li em um dos guias de viagem (agora não me lembro direito em qual foi – e a pessoa está com a diferença do fuso horário e cansada -, creio que é o Lisboa em Pessoa): tem a luz mais bonita da Europa; mesmo no inverno. É um dourado que se derrama por toda parte.
Praça Marquês do Pombal às mesmas oito horas da manhã:
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s