Doçaria Portuguesa

Pra quem gosta de doce – tipo eu -,  Lisboa e Sintra são um prato cheio. Na verdade, transbordante…
Primeiro, porque as tradicionais pastelarias (as nossas docerias) estão espalhadas por toda parte. E todo mundo anda com os pacotinhos das pastelarias na rua. O pessoal consome mesmo.
Segundo, porque a variedade de doces é imeeeeensa (há salgados também, mas muito mais doces). Como as pastelarias estão sempre cheias, o atendimento é super dinâmico, e como a variedade é imensa, é quase impossível gravar os nomes ou saber o que se está pedindo. Comi um docinho que até agora ando furungando pra descobrir o nome… Daqueles que desmancham na boca, sabe? Ah, e a massinha de pastel passada no açúcar com canela também é tradicional e tudo de bom!
Em Sintra comemos na Casa das Queijadas, bem em frente à estação de trem:

O dono é um senhor muito bacana que está dando continuidade ao negócio secular da família e é super solícito para indicar as gostosuras. Foi dica dele o tal “jesuíta”, um doce de massa folhada e doce de ovos.
Esqueci de fazer foto, mas achei uma parecida com o doce nesse site :

Também não dá para deixar de provar a queijada fina da piriquita (foto daqui – a esganada não fotografou) e o travesseiro da piriquita (não sei de onde é a foto, dá erro…) – a Casa das Queijadas tem todos, mas se encontra em outros lugares de Sintra:

Em Lisboa não se pode deixar de provar o pastel de nata – ou pastel de Belém; diz que o de Belém é que é o original…
O pastel de nata é servido em todas as pastelarias.


O pastel de Belém é especialidade da Pastéis de Belém (ver matéria legal aqui , site da Pastéis aqui ), próxima do Mosteiro dos Jerónimos e da Torre de Belém:

O garçom que nos atendeu informou que são vendidos cerca de 20.000 pastéis por dia!!!!

Conferimos de perto que o processo de fabricação ainda é manual, bem artesanal (no site tem um vídeo mostrando tudo):

E essa dica é especial para quem vai no inverno: tem que provar a castanha assada vendida na rua. Vem em pacotinhos de papel, bem quentinha. Uns dois euros a dúzia. Esquenta até a alma… além de ser uma delícia!



Ainda bem que se caminha muito numa viagem dessas!

Anúncios

2 comentários sobre “Doçaria Portuguesa

  1. Bernas, não acredito!?! Que show!!! Acabamos ficando sem o contato… Esse mundo se tornou mesmo pequeno depois da internet… Olha, o trabalho do teu pai, o atendimento, são espetaculares. Fizemos muito boas amizades em Portugal e não vemos a hora de voltar. Abraço – e manda outro para o teu pai…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s