Não perca tempo

Dia desses me surpreendi ao ler no Face de uma amiga de infância que a mãe dela havia morrido há seis anos. Fiquei lembrando daquela mulher linda, admirável, cheia de vida e não conseguia acreditar.

É por isso que temos de cultivar as pessoas enquanto estamos com elas próximas. Não deixar para lamentar depois.

Se você tem os seus pais ainda, aproveite tudo o que tem para viver com eles.

Fico impressionada como os meus pais melhoraram com a idade. Como se aprimoraram como pessoas, como casal, como pais e amigos.

A fruta não cai mesmo longe do pé. Eu sempre amei ler, viajar e sempre fui inventadeira de moda… Sempre inventando um curso pra fazer… Idiomas, história da arte, estilismo, aula de piano… e hoje eu vejo a história fazendo o caminho inverso. Meus pais, já não tão premidos pelas urgências da vida, com as filhas criadas, podem se dar ao luxo de se dedicarem ao que gostam. Aula de teclado, praticar violão, aula de inglês, Pilates, ioga, reuniões na igreja, leitura… E o gosto por viajar…

É de uma satisfação imensa pra mim o fato de ter viajado bastante com eles. São lembranças eternas. Acho o máximo que meus pais topam qualquer coisa que eu invente. Minha mãe subiu comigo no topo da Basílica de São Pedro, em Roma. Subimos todos juntos no topo da Catedral de Notre Dame, no Arco do Triunfo, na Torre Eiffel. Meu pai um autentico mochileiro aos 60 anos – era dele, principalmente, o encargo de levar a mochila da família, rsrs. Minha mãe foi a grande responsável por subirmos em Masada, em Israel. E não esquecerei jamais quando meu pai disse “nunca pensei que um dia na vida ia ver isso” quando estávamos diante das pilhas de ossos e caveiras nas catacumbas de Paris, no nosso ultimo dia de viagem. Fez valer cada segundo de planejamento, de preparação.

Meus pais sempre foram grandes incentivadores, grandes apoiadores, de que fôssemos independentes e corrêssemos atrás de nossos sonhos, nosso projeto de vida. E essa liberdade, permeada de tanto amor, foi que nos deu asas sem arrancar nossas raízes.

Sempre penso que o fato de Deus ter escolhido ser nosso pai dá à paternidade um valor imensurável.

Meu avião vai pousar; então tenho que terminar esse post. Se você é pai, não perca tempo. Diga, mas além de dizer, demonstre o quanto ama seus filhos. É o que vai fazê-los quererem permanecer ao seu lado pra sempre. E se você é filho olhe os seus pais com outros olhos. Veja neles os seres humanos que são, passíveis de erros, mas tão extraordinários. Seja você pai/mãe, filho/filha ou os dois, apenas não perca tempo…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s