Buenos Aires: Impressões e Dicas

Para fechar o ciclo Buenos Aires: a cidade parece várias dentro de uma. Há uma Buenos Aires meio melancólica, meio nostálgica e por vezes decadente, pela região do Microcentro e ali por Abastos; uma cidade linda, aristocrática e plena de parques verdejantes nas imediações da Avenida del Libertador e na Recoleta; e uma cidade moderníssima na região do Puerto Madero.

O resultado dessa mistura é um lugar único.
Quanto ao povo, depois de ouvir e ler tantos avisos, de que não seriam muito receptivos aos brasileiros, já parti meio ressabiada. Mas felizmente não tivemos nenhuma experiência negativa. Pelo contrário. O garçom que nos atendeu no Café Tortoni trouxe uma fatia da torta que eu havia pedido um pouco maior, para dividi-la com o meu pai. Uma delicadeza sem obrigatoriedade alguma… E a Sra. Maria Mateo, que nos atendeu pessoalmente em sua loja de pashminas finas artesanais, tão fina e elegante quanto seus artigos… E o taxista que nos orientou a sair do Caminito algumas horas antes de começar um jogo do Boca no La Bombonera. Gentileza gratuita.
Experiências como essa são excelentes para quebrarmos paradigmas e pré conceitos.
E o clima estava perfeito. Li que fevereiro não costuma ser um bom mês para visitar a cidade, pois costuma ser quente, úmido e chuvoso. Porém, estava um calor ameno, gostoso. Os dias começavam meio nublados e depois abriam mais bonitos.
Quanto ao momento dica, ainda restam duas: os produtos maravilhosos da Abuela Goye, da Patagônia. Alfajores, sorvete, chocolates, azeite de oliva, geléias e até um óleo de rosa mosqueta para a pele! Tem que provar. Há algumas lojas em Buenos Aires. Me lembro de uma no Puerto Madero, uma nas Galerias Pacífico e uma na Calle Florida.
A outra dica é a Farmacity, a Panvel de Buenos Aires. Há uma infinidade de produtos de beleza das melhores marcas, a preços convidativos. E a
Farmacity tem uma linha própria de maquiagem e esmaltes, a preços realmente muito bons. Esse rímel duplo, com dois pincéis, um alongador e um de
volume, custa em torno de R$20,00. O outro é um batom parecido com o da Clinique, o Chubby Stick. Não lembro o preço, mas era bem em conta também.

Por fim, um detalhe para atentar: há máquinas de cartão que não passaram o meu de jeito nenhum. Nem no débito nem no crédito. E ninguém sabe explicar o motivo. Isso aconteceu em uma Abuela Goye e em uma Farmacity. Fui em outras lojas das mesmas marcas e não tive problema algum. Vai entender… Então, vá com mais de um cartão. De preferência, de bandeiras distintas.
É certo que Buenos Aires é um destino para voltar. 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s