Prainha

Amo praia. Levei muito tempo pra descobrir isso, mas amo praia.

Não pode ser uma praia qualquer. Tem que ser a minha praia, de água calma como um espelho. Porque também adoro água.

E tem que se ir com estrutura. Guarda sol, cadeira, esteira… E boa leitura.
Na minha prainha é tão fácil ser feliz… Calma, tranquila, pequena, frequentada por famílias, a maioria com crianças pequenas e casais. E em que o mesmo tio do sorvete percorre a faixa de areia há dez anos. E em que todo mundo é gente como a gente. 
Então é fácil esquecer as neuras com uma gordurinha aqui e outra ali e ser feliz, passando os dias entre a sombra do guarda sol, o calor sob o sol e longos períodos na água. Perfeito…
Fazia bons anos que não tinha um tempo na praia e de repente, não mais que de repente, me deu uma vontade irrefreável de estar de volta nessa vida da prainha. Às vezes me dá uns repentes e arrumo tudo muito rápido. E foi assim que me vi nesse idílio carnavalesco.
Como os prazeres da vida muitas vezes são tão simples.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s