O que estamos fazendo das nossas experiências?

Dia desses estava em Maceió e fomos jantar em um restaurante próximo do hotel.

Como íamos a pé, deixei bolsa e celular e tudo no hotel, acostumada com a violência urbana de Porto Alegre.

E aí veio aquele prato lindo e fantástico com camarões imensos e brilhantes. E o garçom ficou esperando pra servir. E nada. E dali a pouco ele perguntou se não íamos fazer foto do prato. E ninguém estava com celular, e ok.

Mas eu fiquei pensando nesse negócio. 

Hoje registramos e postamos e compartilhamos praticamente tudo o que nos acontece. Não apenas experienciamos mais as coisas.

E não estou me excluindo. Sou uma adepta ferrenha do Instagram.

Porém, fiquei me lembrando de coisas que vivi e que não têm registro e que nunca vou esquecer.

Nunca vou esquecer o senhor da loja do mercado em Jerusalém, que me vendeu um colar de 250 dólares por 50, de tanto que eu tinha amado aquela peça linda. E não vou esquecê-lo por causa das circunstâncias. Não foi uma barganha. Ele viu o quanto tinha gostado, me perguntou do que eu tinha gostado, perguntei o preço do colar, ele disse, eu disse que não era pra mim, ele me perguntou quanto eu podia gastar, eu repeti que não era pra mim, que só poderia gastar 50 dólares, e perguntei o que tinha por esse preço. E ele disse que queria que eu ficasse com o colar. Ele não só me enxergou, ele me viu.

Não vou me esquecer da Maria, a senhora que limpava um banheiro público em Amalfi. Eu traduzi pra ela, pro italiano, o que umas gurias, americanas, acho, estavam precisando. E ela ficou um tempão conversando comigo, contando coisas da cidade, da vida em Amalfi.

Não vou esquecer a vendedora de lenços de seda do mercado do porcellino, ou do garçom do Il David, ambos em Firenze, porque não acreditavam que eu não era uma legítima cidadã de Firenze.

Não vou esquecer do garçom do bar do hotel em Veneza, que veio me perguntar se eu tinha trocado de lugar porque tinha ficado constrangida porque ele estava me olhando – e eu tinha trocado de lugar pra um dos meus amigos ficar de frente pro telão e assistir ao futebol. E era uma pessoa educadíssima, que ficou conversando conosco um tempão.

Não vou esquecer a noite que passei no acampamento beduíno no deserto em Israel. Eu e Deus e milhares de estrelas pontilhando o céu no meio do deserto, com trilha sonora do Diante do Trono.

Não vou esquecer do rapaz que nos ajudou a comprar manteiga com sal no supermercado em Paris. Não vou esquecer o supermercado em Paris. Não vou esquecer o apartamento em Paris.

Jamais esquecerei a Maria José e família, no restaurante de quem passamos o Natal em Lisboa e com quem ainda temos contato. Ou o pequeno João Grande, nosso concierge no hotel, que preparou com todo carinho um café da manhã improvisado pra eu e a Tâmim não seguirmos viagem sem café.

Não esquecerei o guarda do Vaticano que veio me devolver o brinco que caiu quando passei no raio X da entrada da Basílica de São Pedro.

Nem do garçom do restaurante ao lado do nosso hotel em Roma, que socorreu a mim e à minha mãe com uma garrafa de água quando chegamos às 11 da noite pra fazer o check in em um hotel que não oferece nem café da manhã nem conveniências – mas que eu amo, o Panda. E ele nem quis cobrar pela água.

Não vou esquecer a nossa casa em Colonia del Sacramento. Não vou esquecer Colonia del Sacramento.

Não vou esquecer a reação da minha família nas catacumbas de Paris. E nem a frase do meu pai: “quando pensei que ia viver isso”.

Nada disso tem registro. Mas ficou registrado em mim.

Por mais momentos que sejam experiências que fiquem registradas na alma e no coração e que sejam tão extraordinárias que não nos deem tempo nem oportunidade pra nos preocuparmos de registrar de outra forma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s